domingo, 29 de julho de 2012

this is the place...


   E um dia você aprende que ambas a felicidade e a tristeza não pedem licença para entrar. Não há batida na porta, pedido de por favor ou sequer um tocar de campainha.
   Já adentram se sentindo em casa, tirando o sapato e deitando no sofá com o controle na mão. E lá permanecem, bem visíveis, até que algo seja feito. Pode ser uma pequena recepção iniciada por um “olá” ou uma expulsão com gritos e pontapés, mas elas esperam. “Sempre há algo a ser feito sobre nós” conversam quando juntas, com uma a chorar e a outra a sorrir.

2 comentários:

Anônimo disse...

adorei ! :)
e é verdade hahaha
Lara

. disse...

Nossas amigas tão íntimas... Lindo e muito verdade!