segunda-feira, 10 de março de 2008

Did you take the time to realize?

Daquelas duas mãos que se tocaram, como tantas outras já o fizeram sem perceber, nasceram os sorrisos e as caricias trocadas em murmuros silenciosos. As ruas desfilavam tristes com o céu alaranjado nos olhos cansados, desconcentrados de tudo. Da tarde ínfima surgia o brilho da noite, perguntava quantas estrelas era possível contar na piscina infinita dos olhos dilatados. Presos pela incerteza do seu amor, despediam-se com beijinhos ao horizonte, certos que errariam o destino.

2 comentários:

Gian disse...

Muito bonito isso aí.
Sério.

Gian disse...

Adorei!
Você é a primeira pessoa que me faz uma crítica construtiva!

Mas o que é uma elipse?